Por que procrastinamos? E como resolver isso?

procrastinaçãoA procrastinação é um grande problema, nesse artigo eu apresento alguns dados científicos a respeito e como evitar procrastinar.

Imagine o seguinte cenário, são 10 horas da manhã de um sábado, de repente você se lembra que precisa entregar um relatório na segunda, você pensa “bem, falta muito tempo ainda, vou almoçar e a tarde faço o relatório”. E num passe de mágica o tempo voa, e já são 8 horas da noite de um domingo e você se vê desesperado para terminar o relatório e entregar na segunda às 8 da manhã, sabendo que você não vai terminar antes das 2 da manhã você já imagina que ficará com sono e de mau humor no dia seguinte. Se isso acontece com freqüência em sua vida, é bem provável que você seja um procrastinador.

Eu mesmo passei por inúmeros casos como esses que mencionei acima, até que resolvi entender, porque raios eu sabendo que tenho que fazer algo, continuo deixando tudo para última hora? E pior, isso estava me tornando uma pessoa ansiosa e estressada. Este artigo é fruto das minhas pesquisas para compreender quais as causas psicológicas da procrastinação e como eu poderia vencê-la.  Após algumas semanas pode se dizer que obtive 90% de êxito no combate a procrastinação. Leia o artigo completo para saber também como se tornar uma pessoa mais proativa.

Mas o que é procrastinação mesmo?

Procrastinação no sentido mais simples pode ser definida como deixar para amanhã o que se pode fazer hoje, é o famoso, empurrar com a barriga. Procrastinar de acordo com o dicionário de Oxford tem a origem latina de pro “a frente” e crastinus “de amanhã” algo como, “para fazer amanhã”. A procrastinação não é um mal do nosso século, em 750 a.C. o poeta grego Hesíodo já mencionava em seus poemas

“Nada deixes para amanhã ou depois de amanhã, pois o homem negligente no trabalho não enche o celeiro, nem aquele que o adia (…)”.

Mas somente nos últimos 20 anos psicólogos têm se dedicado a compreender mais a respeito do ato de procrastinar, como ele age em nosso cérebro, como ele surge e qual a maneira de deixar de procrastinar.

A psicologia por trás da procrastinação.

Todas as vezes que eu tinha que fazer algo importante eu não fazia, ou seja, eu estava me sabotando, cheguei a pensar que eu era um preguiçoso. Pesquisadores defendem que a procrastinação é a lacuna entre a intenção e a ação, ou seja, por trás da procrastinação há um desejo de fazer algo, mas que é vencido pelo desejo de fazer outra coisa. Enquanto isso a preguiça nem gera um desejo, o preguiçoso não quer fazer nada. Com isso fiquei mais tranquilo, sabia que não era um preguiçoso, mas precisava fazer algo para acabar com a procrastinação, por isso estudei mais a respeito.

Joseph Ferrari, professor da universidade de DePaul  um dos mais conhecidos pesquisadores da procrastinação define dois tipos de procrastinadores , os procrastinadores casuais e os procrastinadores crônicos. Os casuais da qual a maioria da população faz parte, são aqueles que vez ou outra deixam de fazer as tarefas importantes, já os procrastinadores crônicos são aqueles que vivem adiando tarefas e com isso acumulam prejuízos e problemas de saúde em sua vida.

“Dizer para um procrastinador crônico, apenas faça a tarefa, seria como dizer para uma pessoa clinicamente deprimida, anime-se” explica Ferrari.

Em minhas pesquisas eu acabei encontrando um artigo muito bom no sciencedaily.com, nele o psicólogo Daniel Gustavson da Universidade de Colorado Boulder, relata que a procrastinação pode ser genética, isso mesmo, algumas pessoas podem nascer procrastinadoras. No artigo Gustavson relata que a procrastinação está intimamente ligada a impulsividade, que é buscar uma recompensa imediata ao invés de uma melhor futuramente. E essa impulsividade se tornou ainda mais freqüente no mundo moderno que no dos nossos antepassados.

“Aprender mais sobre os fundamentos da procrastinação pode ajudar a desenvolver intervenções para evitá-la, e nos ajudar a superar nossas tendências arraigadas para se distrair e perder a noção do trabalho”, conclui Gustavson.

A impulsividade pode estar ligada diretamente as emoções, portanto uma maneira de controlar a procrastinação pode estar na maneira como nós regulamos nossas emoções, ou a inteligência emocional. Em um dos artigos disponíveis sobre a questão da emoção e a procrastinação  Timothy Pychyl da Universidade de Carleton, no Canadá  disse:

“Regulação emocional, para mim, é a história real em torno de procrastinação, pois na medida em que eu posso lidar com minhas emoções, eu posso permanecer na tarefa”

Dr. Piers Steel professor na Escola Haskayne of Business publicou um estudo de 10 anos que fez sobre a procrastinação, nesse estudo ele deixou claro alguns dos principais motivos da procrastinação e quebrou alguns mitos, dentre eles o mito de que procrastinação está intimamente ligada ao perfeccionismo, aliás, ele alega até que os perfeccionistas procrastinam menos. Agora que você entendeu um pouco sobre como a procrastinação age psicologicamente, quer lhe mostrar quais são as causas da procrastinação e como vencê-la.

As principais causas da procrastinação e porque é importante sabê-las

O professor Steel identificou como as principais causas da procrastinação a aversão a tarefa que você vai realizar, impulsividade, distração e a sua motivação em relação a essa tarefa. É importante você saber as causas da procrastinação para saber como lidar com elas. Eu mesmo acabei descobrindo que algumas dessas causas estavam diretamente ligadas aos meus problemas de procrastinação. Mais abaixo eu  explico como combater a procrastinação, mas agora veja as causas e se alguma delas também estão lhe causando problemas:

– Aversão à tarefa (Isso é tão chato de fazer!)

Isso mesmo, tarefas chatas são uma das principais causas da procrastinação, porque exigem que você faça algo que não quer. Por isso todas as vezes que você tem que limpar aquele quarto bagunçado você prefere ficar sentando jogando vídeo game ou assistindo um filme. Por estarmos sempre procurando uma recompensa imediata conforme você leu logo acima, preferimos estar fazendo o que gostamos.

– Impulsividade (Prefiro beber com a galera do que fazer esse trabalho!)

Acredito que esse seja um dos principais motivadores da procrastinação. Pessoas impulsivas são aquelas que não aguentam esperar por muita coisa, querem a recompensa na hora. (Para entender mais sobre impulsividade recomendo o texto da Psicóloga Claudia Morais sobre pessoas impulsivas) Muitos atualmente são assim, às vezes não aguentamos esperar por uma página da web carregar, imagina esperar por algo que queremos muito. Para você entender claramente como a impulsividade causa procrastinação vamos a um exemplo:

Imagine o seguinte, João é acadêmico de Matemática, no dia seguinte ele terá que entregar um trabalho sobre Cálculo Diferencial e Integral, João gosta de fazer trabalhos de matemática, portanto ele já se prepara para escrever quando recebe uma mensagem dos amigos, estão todos no bar bebendo, chamam João, e adivinha quem estará lá hoje? Maria. João está a 2 semestres procurando uma oportunidade de conhecer melhor Maria, ele a acha linda. A essa altura acredito que você já sabe qual o final dessa história. Esqueci de mencionar uma coisa, João é impulsivo, ou seja, ele prefere a recompensa do AGORA, estar com os amigos se divertindo e conhecendo uma pessoa interessante ao invés da recompensa do AMANHÃ, o dez no trabalho e a tranquilidade de terminar esse semestre sem dever matérias.

– Distração (Eu tinha que fazer uma pesquisa na internet, mas acabei parando no canal do Porta dos Fundos)

Parece mentira, mas a distração é causadora de procrastinação sim, porque hoje em dia vivemos em uma sociedade onde tudo quer nos chamar a atenção e na Web isso se amplia. Todas as janelas, links, barras procuram chamar sua atenção. Até esse blog que eu escrevo, eu tento chamar sua atenção para me seguir no instaram ou cadastrar para receber meus e-mails (que por acaso são muito bons :) ) Então se você está empenhado em realizar uma tarefa, mas no meio do caminho surgem distrações, esse pode ser o motivo da sua procrastinação. Vamos ao exemplo:

Você precisa pesquisa na internet sobre Biologia Molecular, começa a realizar sua busca, no youtube você descobriu um documentário excelente sobre o tema, você o assiste por completo, mas ao final você repara ao lado que tem um vídeo novo daquele canal que você acompanha, na mesma hora você clica, e aí surge o efeito cascata, você vai acessando, acessando, acessando, até que uma determinada hora desperta e se pergunta: “Como vim parar nessa página?”

Sim a distração é perigosa e mais abaixo no final eu mostrarei como acabar com a distração.

– Motivação (Eu até queria fazer, mas meu corpo não saiu do lugar)

Esse é o mais óbvio, se você não estiver motivado não conseguirá completar nenhuma tarefa. Mas a motivação é algo estranho, porquê mesmo para coisas que você gosta você pode não estar motivado. Por isso é importante saber o que o motiva. Vamos ao exemplo:

Exercício. Você sabe que faz bem, que emagrece, e que você tem que perder 10 quilos até o casamento. Mas por que você não se exercita? Porque falta motivação, se você não se motivar não conseguirá completar sua tarefa e todas as vezes que você tiver que exercitar você irá trocar a recompensa futura do corpo desejado pela recompensa de agora do sabor maravilhoso de um chocolate.

Certo já sei os motivos, e agora? Como acabar com a procrastinação?

Ok, a essa altura já sabemos como são os aspectos psicológicos da procrastinação e quais são seus principais causadores, agora chegou a hora de saber como acabar com ela, como completar suas tarefas, como se tornar proativo. Para isso eu irei me basear em algumas técnicas que usei e estudos que eu comprovei sua utilidade.

É lógico que você também pode desenvolver seus próprios métodos.

Antes de tudo você precisa saber que está procrastinando

Isso é bem obvio né? Mas muitas pessoas acreditam que não são procrastinadores e que não estão procrastinando, dessa maneira não há como ajudar. O que você deve fazer primeiro é identificar algum dos causadores. Se você estiver enrolando para fazer algo e perceber que é por conta de aversão, impulsividade, distração ou motivação então você está procrastinando, utilize alguma dessas dicas para parar de procrastinar

Dica #1: Não fazer nada

Essa é com certeza a mais estranha. Quando eu vi essa dica a primeira vez não acreditei que fosse funcionar, mas na verdade funcionou. Ela consiste no seguinte, todas as vezes que você tiver que realizar uma atividade e perceber que está procrastinando, não faça nada, isso mesmo. Fique parado. A verdade é que geralmente ficar parado é um tédio. Muitas vezes procrastinamos trocando uma atividade chata por outra prazerosa, como assistir um filme. Se ao invés disso você ficar parado, você se entediará e se sentirá com vontade de realizar a determinada tarefa. Faça o teste. Se você tiver que fazer um trabalho e perceber que está indo para frente da TV assistir mais uma temporada inteira daquele seriado novo, desista e fique parado. Sente na cadeira e comece a olhar para parede, em pouco tempo você estará fazendo seu trabalho, é garantido.

Dica #2: Reduza suas distrações

Essa é uma das que mais utilizo para evitar a procrastinação. Para utilizar essa técnica você primeiro precisa descobrir o que está fazendo você procrastinar. Vamos a um exemplo: Você descobriu que todas as vezes que tem que se concentrar no trabalho você abre o Facebook e fica horas curtindo fotos na página cachorrinhos. O que você precisa fazer é eliminar a distração, se você descobriu que é o Facebook e não quer excluir sua conta, existem algumas formas de bloquear seu acesso, de uma lida nesse artigo do Techtudo sobre como bloquear o facebook.

Perceba uma coisa, você muitas vezes pode não conseguir eliminar a distração por completo, mas só o fato de dificultar seu acesso a distração já impede que você procrastine, porque uma vez que demora mais, você tem tempo de pensar e mudar de ideia. Acho que agora seria um bom momento para usar a dica um, as duas juntas tem muita força.

Dica #3: Força de vontade

Pesquisas recentes indicam que a força de vontade é como um músculo. Se você a usa muito, ela pode se esgotar e se a você não a usa ela não se desenvolve, então o que você precisa fazer é aprender a usar sua força de vontade.

Manter-se alerta é o principal ingrediente para combater a procrastinação, porque se você não tiver o mínimo de força de vontade, nenhuma das dicas anteriores funcionará. Tenha sempre em mente seus valores, por que vocês está executando uma tarefa, isso fortalece sua força de vontade, faz com que você enfrente com mais qualidade os obstáculos.

Para concluir

Existe ainda muito material a ser escrito sobre procrastinação e força de vontade, mas o que procurei aqui foi apresentar para você um pouco sobre como funciona a procrastinação age no cérebro e quais as melhores táticas para vencê-la. Espero que você tenha compreendido que atenção e força de vontade são essenciais. Você deve estar sempre atento ao que está fazendo e ter força de vontade para contornar aquilo que você não quer.

Gostou desse artigo? Compartilhe com um amigo! ;)

Até a próxima, grande abraço.

Leandro Piccini

Educador e estudioso da neurociência na educação e no desenvolvimento pessoal. Atualmente dedicado ao projeto Estudar e Aprender

  • Ana Flávia

    Perfeito!
    Eu já sabia que procrastinava, mas achava que estava relacionado ao perfeccionismo (característica que perdi há anos…).
    E não fazia menor ideia de como deixar de procrastinar. Vou colocar em prática as dicas ;)

    • Olá Ana,

      Que bom que gostou do artigo, espero que as dicas que passei aqui te ajudem a conseguir os resultados que você procura. Esteja sempre a vontade para retornar ao site e participar, abraços e sucesso! :)

  • Simone

    Cheguei a esse artigo através de outro sobre como ser disciplinado. Gostei muito dos dois. Espero realmente que seguindo as dicas consiga por um pouco de ordem no meu dia a dia e quiçá na minha vida.

    • Olá Simone tudo bem?

      Obrigado pelo comentário. Tenho certeza que você conseguirá por em ordem seu dia sim, desde que coloque em prática. Agradeço novamente e desejo a você muito sucesso. Abraços.

  • Erika

    Obrigado, ótimas dicas! Procurei por mtt tempo algo que me ajudasse, seu artigo me serviu bastante. Tenho certeza que resolverá meu problema. bjs’

    • Olá Erika,

      Que bom que o artigo foi útil para você. Espero que você tenha ótimos resultados. Agradeço novamente, abraços e sucesso!

  • Ricardo Maia

    Sensacional, obrigado pelo conteúdo.

    • Olá Ricardo,

      Obrigado pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado! Agora é colocar em prática. Abraços e sucesso! :D

  • Adriano Carvalho

    “Não fazer nada”. Vou tentar, valeu!

    • Olá Adriano,

      Obrigado pelo comentário, é isso ai colocar em prática, abraços :)